Consumidor enfrentará regras mais rígidas se atrasar últimas parcelas do financiamento

As regras para quem atrasar as últimas parcelas do financiamento do carro ficaram mais rígidas

Publicado em 15/03/2017

As regras para quem atrasar as últimas parcelas do financiamento do carro ficaram mais rígidas. Na semana passada, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu, pela primeira vez, que um veículo quase quitado e com poucas parcelas atrasadas fosse aprendido pelo banco. De acordo com Marcio Laranjo, Juiz de Direito da 21ª Vara Cível do Foro Central de São Paulo, a determinação não obriga que os próximos processos caminhem da mesma forma, mas influencia as decisões semelhantes futuras.


Veja Também: Procon autua Uber por cobrança de serviços não prestados


O caso avaliado pelo STJ envolve a compra de um Gol 1.0 modelo 2010 através do Banco Volkswagen, que desejava fazer busca e apreensão do bem financiado em 48 parcelas. O valor total que deveria ter sido financiado era de R$ 14 mil. Como o proprietário não pagou as últimas quatro parcelas, passou a dever R$ 2.052 para o banco. Isso bastou para que a financiadora entrasse com um pedido de busca e apreenção do bem, o que foi levado para a justiça.Curta nossa Fanpage no Facebook


Publicidade


Contato

Telefone
(11) 98983-6042

Endereço
Edifício Beta Trade
Rua Caldas Novas, 50, Sala 175,
Bethaville I - SP, CEP 06404-301.


©2014 2018 - Jornal NC. Todos os direitos reservados