Como é viver em Oymyakon, a cidade mais fria do planeta

As queimaduras por frio são uma ameaça constante para as 500 pessoas que vivem ali

Publicado em 01/02/2018

Imagine viver em um lugar onde, no inverno, os termômetros marcam, em média, -45°C. As crianças não têm aula quando o termômetro cai a -54 ºC; os carros têm garagens aquecidas. Assim é a vida na cidade de Oymyakon, na Rússia. É o local mais frio do mundo fora da Antártida. Em 1933, a temperatura chegou a inacreditáveis -68°C.

Veja Também:Índia estima em 21 milhões o número de meninas ‘indesejadas’ no país

As queimaduras por frio são uma ameaça constante para as 500 pessoas que vivem ali. Os veículos, por exemplo, têm de manter os motores ligados para evitar que as baterias congelem. Mas o frio extremo não impede os moradores de pescar. A stroganina, um peixe congelado servido cru em fatias finas, é uma especialidade local. Terminado o inverno, as temperaturas chegam a até 20°C durante junho e julho.

Curta nossa Fanpage no Facebook


Publicidade


Contato

Telefone
(11) 98983-6042

Endereço
Edifício Beta Trade
Rua Caldas Novas, 50, Sala 175,
Bethaville I - SP, CEP 06404-301.


©2014 2018 - Jornal NC. Todos os direitos reservados