Brasileiro destrói estátua de mais de 300 anos em Portugal

Um visitante brasileiro destruiu uma estátua de madeira do Museu Nacional de Arte Antiga de Lisboa

Publicado em 09/11/2016

Um visitante brasileiro destruiu uma estátua de madeira do Museu Nacional de Arte Antiga de Lisboa, em Portugal, neste domingo. Enquanto recuava para tirar uma selfie, o turista não viu que ia de encontro com uma imagem de São Miguel Arcanjo, que se estabacou no chão e se partiu em pedaços. Da escola barroca, estilo que floresceu em Portugal entre os séculos XVI e XVIII, a estátua tem ao menos 300 anos.



Segundo informações do jornal português Diário de Notícias, um segurança do museu teria avisado ao turista para não recuar mais, mas este não o ouviu a tempo. Uma primeira avaliação revelou que os danos à estatua são reversíveis, mas um estudo aprofundado do caso será instaurado pelo Museu, que pode escolher outro lugar para expor a peça depois de restaurada.



Veja Também: Black Friday: cresce intenção de compra, mas a data ainda gera desconfiança



A sala do acidente está fechada, mas deve ser reaberta nesta terça. A estátua de D. Sebastião estava no museu desde junho, quando novas salas foram inauguradas. Nuno Miguel Rodrigues, um usuário do Facebook que estava no local, atribuiu o acidente à entrada gratuita na instituição no primeiro domingo de todo mês, como neste dia 6. “É o preço a pagar pela gratuidade do primeiro domingo de cada mês”, escreveu ele, junto a uma foto da imagem despedaçada.



Curta nossa Fanpage no Facebook







Publicidade


Contato

Telefone
(11) 98983-6042

Endereço
Edifício Beta Trade
Rua Caldas Novas, 50, Sala 175,
Bethaville I - SP, CEP 06404-301.


©2014 2018 - Jornal NC. Todos os direitos reservados