A Prefeitura de Araçariguama deixará para a próxima gestão uma herança de dívidas e desordem

Nas eleições municipais de 02 de outubro em Araçariguama, qualquer que seja o candidato vitorioso ao cargo de prefeito terá o obrigatório dever de escancarar à população os segredos de uma herança maldita da atual gestão.

Publicado em 14/07/2016

Nas eleições municipais de 02 de outubro em Araçariguama, qualquer que seja o candidato vitorioso ao cargo de prefeito terá o obrigatório dever de escancarar à população os segredos de uma herança maldita da atual gestão.

São R$ 25 milhões gastos em manutenção de frota
Entre os escândalos já revelados, está a recente descoberta de um rombo aos cofres municipais de R$ 25.728.206,21 que teriam sidos gastos em peças automotivas e serviços mecânicos, conforme apura o Tribunal de Contas do Estado de São Paulo - TCESP. O Prefeito Roque Hoffman (PSDB), responsável pelos gastos, deverá apresentar uma justificativa dentro de um prazo de 30 dias.

Contas não pagas pela Prefeitura vão ao protesto
O Prefeito já conhecido como “Pai do lixão”, acumula também o título de mau pagador. Descompromissado com o município, que sofre descaso em todas as áreas, Hoffman resolveu não pagar contas do município, acumulando dívidas que serão herdadas pela gestão sucessora. São 136 títulos que foram protestados no período entre 20 de outubro de 2011 à 30 de março de 2016, totalizando o valor de R$ 549.804,30. Além disso, a Prefeitura aplica calotes nos munícipes, já que muitas das promessas de campanha, obras necessárias à população e cuidados mínimos com a cidade foram deixados de lado.
A creche no Jardim Brasil é um exemplo de abandono, a obra que tinha previsão de entrega para dezembro de 2012, ainda não foi concluída.
As condições do Centro de Saúde são lamentáveis e pela Segurança pouca coisa tem sido feita na cidade.
Driblar os buracos, desviar do lixo que não é devidamente recolhido ou atravessar inundações em dias de chuva fazem parte da rotina de quem percorre as ruas da cidade.

Veja Também: Férias Divertidas: Centros de Capacitação têm programação especial para o mês de julho


Já a área de habitação, das 1220 unidades habitacionais prometidas pelo prefeito durante a campanha eleitoral, apenas 8 tiveram a construção iniciada e até agora, já no final de seu mandato, nenhuma foi entregue.

Lixo e urubus no único manancial de água potável
Graças aos esforços empregados desde 2009, pelo Prefeito Hoffman, o Ribeirão do Colégio, único manancial de água potável do município, poderá abrigar um aterro sanitário que receberá lixo de mais de 20 cidades. Caso o próximo governo municipal resolver dar continuidade ao projeto do “Lixão”, essa será a mais cruel das heranças deixadas por Hoffman. Contudo, quem herdará a permanente ameaça ambiental será a população e suas gerações futuras.
O terreno destinado ao aterro, situado na Estrada de São João Novo, próximo ao Butantã, foi adquirido pela empresa Proactiva em 2 de julho de 2009, pelo valor de R$ 10.360.000,00.
A empresa conseguiu a certidão que dá direito ao uso e ocupação do solo para implantação de aterro sanitário em março de 2011, documento assinado pela Prefeitura de Araçariguama.
Atualmente o Projeto está paralisado graças aos esforços de munícipes, políticos ambientalistas simpatizantes que se empenham para impedir a instalação do aterro. O Movimento em Defesa do Ribeirão do Colégio, grupo formado na cidade, segue protestando ativamente para proteger o manancial. Já o Deputado Roberto Trípoli, do Partido Verde (PV), preside a Comissão de Meio Ambiente da Assembleia Legislativa de São Paulo e atua em favor da preservação da reserva natural em Araçariguama.
Curta nossa Fanpage no Facebook


Publicidade


Contato

Telefone
(11) 98983-6042

Endereço
Edifício Beta Trade
Rua Caldas Novas, 50, Sala 175,
Bethaville I - SP, CEP 06404-301.


©2014 2018 - Jornal NC. Todos os direitos reservados