Município de Carapicuíba tem cinco casos de microcefalia



Publicado em 18/02/2016

O município de Carapicuíba está entre as 53 cidades paulistas que registraram casos de microcefalia desde o mês de novembro, quando o Ministério da Saúde decretou emergência nacional em saúde pública, devido ao aumento de casos em razão da contaminação pelo vírus zika, e tornou obrigatória por causa da explosão de nascimento de bebês com a má-formação (microcefalia).
Os dados são da Secretaria Estadual da Saúde de São Paulo e foram obtidos pela Agência Estado, somando 126 registros. De acordo com o levantamento, Carapicuíba registra, até agora, 5 casos de microcefalia. A Capital Paulista, com 17 registros, e ainda Guarulhos (12) e Campinas (11) são as campeãs de notificações. Os números também apontam que o total de casos, em 2015, triplicou em relação à média observada nos anos anteriores.


Veja Também: União Europeia anuncia 10 milhões de euros para pesquisas sobre zika

Até 2014, eram cerca de 40 bebês nascidos com microcefalia no Estado de São Paulo. Porém, nem todos os casos, no entanto, estão associados à possível contaminação por zika vírus.
Segundo a secretaria estadual, dos 126 registros, 25 já tiveram a relação com uma infecção congênita descartada. Os demais estão em investigação. Na Grande São Paulo, também há registros em Diadema e São Bernardo do Campo, com 6 casos cada uma. Já no Interior, Ribeirão Preto e São José do Rio Preto têm cinco registros cada.
A má-formação por microcefalia, em bebês, é a ação mais grave do vírus zika registrada até agora.
Mas outras ações sobre fetos ainda estão sob estudo. Nos adultos, ele costuma provocar uma infecção sem gravidade, na maioria dos casos.Curta nossa Fanpage no Facebook


Publicidade


Contato

Telefone
(11) 98983-6042

Endereço
Edifício Beta Trade
Rua Caldas Novas, 50, Sala 175,
Bethaville I - SP, CEP 06404-301.


©2014 2018 - Jornal NC. Todos os direitos reservados