Ainda sem futuro Nasr não descarta F1 em 2018



Publicado em 28/09/2017

Para Felipe Nasr, 2017 tem sido um ano de testes. O piloto, que deixou a Fórmula 1 no fim de 2016, depois de duas temporadas como titular da equipe Sauber, pretende voltar a correr no ano que vem, mas ainda não sabe em que categoria.

- Eu testei o Imsa, que é um protótipo; eu tive contato com algumas equipes de Fórmula E, fiz até alguns simuladores; estive também na Fórmula Indy, na penúltima etapa em Watkins Glen, em Nova York - contou Felipe, o brasileiro com melhor estreia na Fórmula 1 em todos os tempos: quinto lugar no GP da Austrália de 2015. A visita à Indy foi a convite do piloto Hélio Castroneves, tricampeão das 500 milhas de Indianápolis, a prova mais tradicional da categoria. Helinho já correu de Fórmula 3 pela equipe do pai de Felipe, Samir, e sempre teve uma relação próxima com a família Nasr. - Ele me botou em contato com muita gente na Indy.

Veja Também: McLaren e Honda chegam a um acordo para encerrar parceria na F1

Essa amizade aí com o Helinho já rendeu boas oportunidades - disse Felipe. E pode render ainda mais. Felipe revelou que deve testar um carro da Indy em outubro ou novembro. Enquanto isso, ele mantém a rotina de treinos em Brasília, onde voltou a morar com os pais depois que voltou de Londres, sua casa na época da Fórmula 1. Na pista do Kartódromo do Guará, ele está acostumado a acelerar desde os sete anos de idade. - Mantive meu ano ativo, porque eu não quero entrar em qualquer categoria só para preencher o grid. Eu acho que tenho qualidade para estar numa equipe competitiva no ano que vem, independentemente da categoria.

Curta nossa Fanpage no Facebook


Publicidade


Contato

Telefone
(11) 98983-6042

Endereço
Edifício Beta Trade
Rua Caldas Novas, 50, Sala 175,
Bethaville I - SP, CEP 06404-301.


©2014 2018 - Jornal NC. Todos os direitos reservados